terça-feira, dezembro 09, 2014

Nomes e números da Taça Intercontinental (7)... 1966

TAÇA INTERCONTINENTAL

Ano de 1966
A vingança serve-se fria, velho ditado popular que assenta que nem uma luva
na épica vitória do Peñarol na final da Taça Intercontinental de 66, ante o Real Madrid, que seis anos antes havia derrotado os sul-americanos na primeira edição da prova. Duas exibições deslumbrantes - a segunda, em Madrid, deixou a Europa boquiaberta, dado o (bom) futebol praticado pelos uruguaios em plena casa do gigante espanhol - deram o segundo título mundail ao clube de Montevideu, na altura treinado pela lenda Roque Máspoli, nada mais nada menos do que o guarda-redes da seleção uruguaia que protagonizou o célebre Maracanazo de 1950.

1ª mão

Peñarol (Uruguai) - Real Madrid (Espanha): 2-0

Data: 12 de outubro de 1966
Estádio: Centenário, em Montevideu (Uruguai)
Árbitro: Claudio Vicuña (Chile)

Peñarol: Ladislao Mazurkiewicz, Lezcano, Varela, González, Gonçálvez, Caetano, Abbadie, Cortés, Spencer, Rocha, e Joya Cordero. Treinador: Roque Máspoli.

Real Madrid:  Betancort, Pachín, De Felipe, Sanchis, Félix Ruiz, Zoco, Serena, Amancio, Pirri, Velázquez, e Bueno. Treinador: Miguel Muñoz.

Golos: 1-0 (Spencer, aos 39m), 2-0 (Spencer, aos 74m).
Gritaram-se "olés" na "cancha" de Montevideu durante o jogo da primeira mão, em face
do "banho de bola" que o Peñarol ofereceu ao poderoso Real Madrid. Porém, os espanhóis queixaram-se do péssimo estado do relvado para justificar uma derrota que segundo os mesmos iria ser esquecida no encontro de Madrid, já que para eles o Real era muito superior ao conjunto uruguaio, e facilmente iria vencer e garantir o terceiro jogo,  que teria lugar em Lausane (Suíça). Os sul-americanos chegaram à Europa em silêncio, não reagindo à onda de confiança que pairava sobre a capital espanhola, e no dia do jogo, com o Santiago Bernabéu lotado, deram um verdadeiro recital de futebol, que pasmou os incrédulos adeptos merengues, e não só. O Mundo inteiro, melhor dizendo.


2ª mão

Real Madrid (Espanha) - Peñarol (Uruguai): 0-2

Data: 26 de outubro de 1966
Estádio: Santiago Bernabéu, em Madrid (Espanha)
Árbitro: Concetto lo Bello (Itália)

Real Madrid: Betancort, Calpe, De Felipe, Sanchis, Pirri, Zoco, Serena, Amancio, Grosso, Velázquez, e Gento. Treinador: Miguel Muñoz.

Peñarol: Ladislao Mazurkiewicz, Lezcano, Varela, González, Gonçálvez, Caetano, Abbadie, Rocha, Spencer, Cortés, e Joya Cordero. Treinador: Roque Máspoli.

 Golos: 1-0 (Rocha, aos 28m), 2-0 (Spencer, aos 37m).
Uma imagem de todo impensável no lançamento
do encontro de Madrid: o capitão do Peñarol a erguer o troféu de campeão do Mundo.

Vídeo: REAL MADRID - PEÑAROL
video

Nenhum comentário: