terça-feira, abril 26, 2011

Lista de Campeões... Taça Intercontinental / Mundial de Clubes

TAÇA INTERCONTINENTAL
Teve contornos lendários, fruto de dezenas de encontros aguerridos e fascinantes entre equipas provenientes da Europa e da América do Sul. O vencedor era condecorado com o título de "Campeão do Mundo" de clubes, título pomposo ao alcance de um número restrito de equipas. Surgiu em 1960, e opunha o vencedor da Taça dos Clubes Campeões Europeus ao campeão da Taça dos Libertadores da América do Sul. O primeiro embate deu-se entre o Real Madrid (Espanha) e o Peñarol (Uruguai) e o resultado foi de 5-1 no conjunto das duas mãos (uma disputada em solo europeu e outra em território sul-americano), conferindo desta forma aos madrilenos o título de "melhores do Mundo". Durante anos e anos duelos escaldantes foram travados entre as duas maiores escolas de futebol do Mundo, a Europeia e a Sul-Americana. Alguns deles bem violentos... Em 1980 a Taça Intercontinental passa a ser decidida numa única partida... em solo neutro. Tóquio, e o seu Estádio Nacional, foi o local escolhido onde todos os anos no mês de Dezembro se decidia quem ficaria com o trono do reino da bola ao nível de clubes. O futebol português tem boas recordações deste troféu, já que por duas vezes o FC Porto o conquistou, em 1987 e 2004. A primeira delas foi talvez a final mais épica e... invulgar da história da competição, já que em vez de um verdejante tapete foi disputado sob um manto de neve! O Milan é o clube que mais Taças Intercontinentais/Mundiais de Clubes guarda nas suas vitrinas, quatro no total. O país com mais títulos (nas duas competições) é o Brasil, com 10 ceptros. Em 2000, e em jeito de experiência, a FIFA organiza no Brasil o primeiro Mundial de Clubes, reunindo os vencedores das maiores competições continentais dos cinco continentes. Ao invés de um único jogo o "trono" do Mundo em termos de clubes era agora discutido num mini Campeonato do Mundo. Os primeiros vencedores foram os brasileiros do Corinthians. E eis que em 2005 a FIFA decide colocar um ponto final na Taça Intercontinental para dar "voz" ao Campeonato do Mundo de Clubes. Seguidamente seguem os imortais vencedores das duas competições:
1960: REAL MADRID (ESPANHA)1961: PEÑAROL (URUGUAI)1962: SANTOS (BRASIL)1963: SANTOS (BRASIL)1964: INTER (ITÁLIA)1965: INTER (ITÁLIA)1966: PEÑAROL (URUGUAI)1967: RACING (ARGENTINA)1968: ESTUDIANTES (ARGENTINA)1969: MILAN (ITÁLIA)1970: FEYENOORD (HOLANDA)1971: NACIONAL (URUGUAI)1972: AJAX (HOLANDA)1973: INDEPENDIENTE (ARGENTINA)
1974: ATLÉTICO MADRID (ESPANHA)

1975: NÃO SE DISPUTOU1976: BAYERN (ALEMANHA)1977: BOCA JUNIORS (ARGENTINA)

1978: NÃO SE DISPUTOU1979: OLIMPIA (PARAGUAI)
1980: NACIONAL (URUGUAI)1981: FLAMENGO (BRASIL)1982: PEÑAROL (URUGUAI)1983: GRÊMIO (BRASIL)1984: INDEPENDIENTE (ARGENTINA)1985: JUVENTUS (ITÁLIA)1986: RIVER PLATE (ARGENTINA)1987: FC PORTO (PORTUGAL)1988: NACIONAL (URUGUAI)1989: MILAN (ITÁLIA)1990: MILAN (ITÁLIA)1991: ESTRELA VERMELHA (JUGOSLÁVIA)1992: SÃO PAULO (BRASIL)1993: SÃO PAULO (BRASIL)1994: VÉLEZ SARSFILED (ARGENTINA)1995: AJAX (HOLANDA)1996: JUVENTUS (ITÁLIA)1997: BORUSSIA DORTMUND (ALEMANHA)1998: REAL MADRID (ESPANHA)1999: MANCHESTER UNITED (INGLATERRA)2000: BOCA JUNIORS (ARGENTINA)2001: BAYERN (ALEMANHA)2002: REAL MADRID (ESPANHA)2003: BOCA JUNIORS (ARGENTINA)
2004: FC PORTO (PORTUGAL)

CAMPEONATO DO MUNDO DE CLUBES2000: CORINTHIANS (BRASIL)2005: SÃO PAULO (BRASIL)2006: INTERNACIONAL (BRASIL)2007: MILAN (ITÁLIA)2008: MANCHESTER UNITED (INGLATERRA)2009: BARCELONA (ESPANHA)2010: INTER (ITÁLIA)2011: BARCELONA (ESPANHA)
2012: CORINTHIANS (BRASIL)
2013: BAYERN (ALEMANHA)

13 comentários:

Anônimo disse...

Pq o Corinthians está aí?
Precisa rever seu conceitos amigo...

Miguel Barros disse...

Caro "anônimo"

A explicação é simples: o Corinthians está nesta galeria porque de facto foi... Campeão Mundial em 2000.

Caso o "anônimo" não se recorde a FIFA organizou o primeiro Campeonato do Mundo de clubes em 2000, no Brasil.

Apesar de ter sido uma espécie de edição experimental ela contou como OFICIAL, mesmo nesse mesmo ano tendo-se disputado a extinta Copa Intercontinental/Toyota.

Por isso, o "anônimo" é que precisa estar um pouco mais atento...

Cumprimentos

Marcelo Colorado disse...

Olá. Sou jornalista e fui conselheiro do Internacional entre 1998 e 2006. Penso que esta discussão acerca da distinção entre Taça Intercontinental e Copa Mundial de Clubes, contaminada pela rivalidade brasileira, acaba descambando para uma falta completa de racionalidade nos argumentos. Em primeiro lugar, é preciso admitir que os europeus valorizaram sempre muito menos - particularmente, quando a disputa se reduziu a um jogo - a competição. Mesmo hoje, um Barcelona vai às ganhas para esse torneio organizado pela FIFA mais porque virou uma grife planetária e tem enorme torcida entre os japoneses, e menos do que pelo valor atribuído à conquista. O que continua importando - inúmeros depoimentos de brasileiros que moraram no velho continente confirmam tal fato - primordialmente é a Liga dos Campeões! Outro aspecto é que qualquer profissional da área esportiva dirá que são três preparações diferentes: a) Para uma disputa lá e cá, como nos tempos do Santos de Pelé, em dois jogos; b) Para uma partida isolada; c) Para um Torneio em que haverá pela frente dois adversários diferentes, com uma semifinal (que pode reservar uma grande surpresa, um Mazembe da vida....tratado por gente da nossa imprensa como se fosse da terceira divisão do Acre, mesmo sendo o campeão africano.....) e uma final. Minha conclusão é a seguinte: é indiscutível que Flamengo, Grêmio, São Paulo mais adiante, com enormes méritos, conquistaram o título mais importante na época. Entretanto, é inegável que um torneio mundial tem maior valor, pela abrangência e representatividade de clubes. Entretanto, o formato atual ainda não é o melhor. Exatamente porque dá grande margem para surpresas. A FIFA deveria pensar uma fórmula que ampliasse o número de sul-americanos e europeus, talvez promovendo a competição tão somente de dois em dois anos, valorizando-a.

Anônimo disse...

A taça que o Corinthians ganhou naquele mundial, não é a mesma da Fifa de 2005 para cá. Isto é prova cabal que aquilo foi um mundial ito da Traffic.
Link para visualizar a taça do Corinthians.
http://esporte.uol.com.br/futebol/campeonatos/mundial-de-clubes/ultimas-noticias/2011/12/12/fifa-improvisa-memorial-no-japao-e-coloca-corinthians-como-1-campeao-do-mundo.htm

Anônimo disse...

Conhecedor da história Mundial do Futebol, vou explicar aqui o que realmente aconteceu.
Inicialmente a força do futebol mundial, era na Europa ou na América do Sul. E isto não mudou. As maiores equipes do mundo continuam sendo Européia ou Sulamericana.
E para saber qual era o melhor time no mundo, havia uma disputa nos moldes ida e volta entre clube Sul Americano e Europeu. O Sulamericano campeão da Libertadores e os Europeu campeão da Europa, jogavam entre si e o vencedor era o Campeão Mundial, que alguns preferem dizer campeão Intercontinental, como se houvesse algum outro time no mundo melhor do que este.
Este sitema foi até 2004. E a partir de 1980, passou a ser no Japão numa única partida. Os japoneses davam uma polpuda premiação para esta disputa ser feita lá.
Em 200 Traffic, parceira do Corinthians e da Fifa na época, organizou no Brasil, uma disputa em janeiro de 2000, com clubes campeões e com clubes convidados para a disputa de um mundial. A decisão foi entre Corinthians e Vasco nos penaltis e o Corinthians ganhou e ficou com uma taça diferente daquela que a FIFA usa em seus mundiais de 2005 para cá.
Somente em 2007 a Fifa considerou aquele teste como primeiro Mundial da Fifa, após muita pressão do Corinthians.
Este molde tipo convite não foi mais aplicado.
O que era para favorecer os Asiáticos, Africanos e outros times menos expressivos para disputarem contra os melhores do mundo, acabou o Corinthians entrando por esta porta através de seu parceiro Traffic.
Falar que um clube históricamente sem nenhuma expressão mundial não ganhou aquele mundialito, é errado, mas fica uma pergunta: Por que o Corinthians quer tanto ser campeão Mundial, não se qualifica ganhando a Libertadores e disputando de igual para igual contra seus adversários?
Por que tudo tem que ser de forma errada?

Anônimo disse...

Vc deve colocar a taça da Fifa corretamente.
A que vc colocou, não é a mesma que o Corinthians ganhou do Vasco no Rio de Janeiro, em jogo onde os Europeus vieram passear segundo o Roberto Carlos, e a Globo não transmitiu devido a nenhuma importância.
O Corinthians é campeão do Mundialito teste da Fifa e mais nada.
Aqui na América tem que ganhar a Libertadores. Na Europa tem que ganhar a Copa da Europa. Dai botam mais uns times sem expressão, mas quem ganha é sempre quem ganhou Libertadores ou Copa da Europa.
Nunca um time convidado ganhou. Só o Corinthians. O Corinthians é o primeiro e único no mundo inteiro que tem este título que não vale nada.
Não tem tradição internacional e que ter a todo custo. Vá vá

Anônimo disse...

Os vencedores da Copa Intercontinental e da Copa Toyota (nome oficial do torneio) são reconhecidos como campeões mundiais no mundo todo.

http://www.orkut.com.br/CommMsgs?cmm=120815904&tid=5700685989302980098&na=2&scroll=-1&c=0.40290953751748515

Gabriel disse...

Corinthians 1° Campeão Mundial,anônimo se o Mundial do Corinthians não vale nada pq a FIFA considera?vai dizer q é pq o Corinthians fez pressão pra q aceitasse?E outra,a FIFA não organiza mundialito,pra isso existi,Toyota,inclusive taça Rio;o Mundial FIFA vale mais q esses torneios honoríficos que são considerados.Se o seu time tivesse ganho o Mundial FIFA de 2000 vc estaria de boca fechada anônimo

teoricodabola disse...

Em campeonatos entre campeões não existem convidados. Para os ignorantes, saibam que o Corinthians participou na condição de campeão brasileiro e, portanto,anfitrião. Assim, como participam o campeão japonês, o campeão dos Emirados quando o mundial ocorreu lá e agora, pode ser que participe dois times de marrocos: o campeão marroquino e o campeão da África(se algum time de lá ganhar a copa africana). Para vir a público falar é preciso estudar.

Herbert Martiniano disse...

AGORA EU PERGUNTO, SE O TIME DO JAPÃO GANHA-SE, SERIA CAMPEÃO DO MUNDIALITO, POIS ELE FOI O MELHOR DO CAMPEONATO JAPONES, E É COMO TAMBEM a frança ela nao precisou passar pela eliminatorias dos seu país por ser a sede, o titulo da França tambem é mundialito, e se o Brasil for campeão do proprio pais seria tambem, ?

jesse belarmino da silva disse...

Eu só sei que,os dois unicos Bi Campeões mundial são.Corinthians e Barcelona....

Anônimo disse...

O Santos fc é o primeiro bi campeão mundial interclubes até 1964 não havia disputa em outros continentes então só entre europeus e sul americanos ,poderiam ser considerados campeões mundiais ,palvras do secretario geral da fifa na época.

Natan disse...

SE ESTÁ COM PREGUIÇA, NEM LÊ...

Caro Anônimo, nessa época que o Santos foi Bicampeão intercontinental de clubes dava para fazer sim um Campeonato Mundial de Clubes globalizado mais possível que podia ("Mundial Interclubes" foi denominação que a imprensa esportiva brasileira criou para a Copa Européia/Sul-Americana - nome oficial da Copa Intercontinental/Taça Intercontinental/etc) veja como seriam os classificados de 1962 e 1963:

1962
BENFICA (POR) - Campeão da Copa dos Campeões Europeus
SANTOS (BRA) - Campeão da Copa Libertadores
CHIVAS GUADALAJARA (MEX) - Campeão da Copa dos Campeões da CONCACAF (América do Norte/Central e ilhas do Caribe)
CLUBE Campeão do país-sede (MUNDO)

1963
MILAN (ITA) - Campeão da Copa dos Campeões Europeus
SANTOS (BRA) - Campeão da Copa Libertadores
RACING CLUB HAÏTIEN (HAI) - Campeão da Copa da CONCACAF (América do Norte/Central e ilhas do Caribe)
CLUBE Campeão do país-sede (MUNDO)

A partir do final da década de 1960 já era possível classificar os campeões africanos e asiáticos. Ou seja, a Copa Européia/Sul-Americana (ou Copa Intercontinental, ou Copa Européia/Sul-Americana Toyota-1980 até 2004, ou simplesmente Copa Toyota) era uma competição privada (entre UEFA e CONMEBOL) e não era aberta ao mundo, assim como na década de 1960 clubes da CONCACAF e AFC (Ásia) tentaram participar da Copa Intercontinental mas foram barrados por UEFA e CONMEBOL, mostrando que era uma disputa reservada apenas para Europeus e Sul-Americanos, e não aberta ao mundo. Não tinha a mínima proporção de um Campeonato Mundial de Clubes, até porque o nome da disputa já mostrava isso (Coupe Européenne-Sudamericaine escrito no troféu - de 1960 até 1979 e TOYOTA European/South American Cup - de 1980 até 2004), além de existir mais duas copas intercontinentais de clubes, a Copa Interamericana (campeão da Copa Libertadores-CONMEBOL contra o campeão da Liga dos Campeões da CONCACAF, disputada 18 vezes entre os anos de 1968 e 1998) e a Copa Afro-Asiática (campeão da Liga dos Campeões da CAF-África contra o campeão da Liga dos Campeões da AFC-Ásia, disputada entre os anos de 1987 até 1999). Dizer que existia Campeonato Mundial de Clubes antes de 2000, é a mesma coisa que dizer que existia Copa do Mundo antes de 1930. Existiam campeonatos intercontinentais de clubes. É fato que os clubes europeus e sul-americanos são as maiores potências do futebol mundial, mas isso não justifica o fato de excluírem o resto do mundo.