quarta-feira, dezembro 22, 2010

Memórias lusitanas (23)...

Campeonato Nacional da 1ª Divisão, Época 1956/57

CAMPEÃO NACIONAL: SPORT LISBOA E BENFICA

CLASSIFICAÇÃO GERAL:


CLUBES-JOGOS-VITÓRIAS-EMPATES-DERROTAS-GM-GS-PONTOS

1º Benfica------26---17---7---2---75---25---41

2º FC Porto-------26---18---4---4---86---23---40

3º Belenenses----26---13---7---6---74---50---33

4º Sporting--------26---12---7---7---62---28---31

5º L. Évora--------26---13---4---9---57---31---30

6º Académica-----26---12---4---10---45---33---28

7º Torreense------26---10---4---12---44---50---24

8º Oriental---------26---8---7---11---27---44---23

9º CUF--------------26---9---3---14---35---69---21

10º V. Setúbal---26---8---4---14---40---59---20

11º Barreirense---26---8---4---14---39---62---20

12º Caldas---------26---6---7---13---32---63---19

13º Sp. Covilhã---26---7---4---15---33---62---18

14º Atlético-------26---6---4---16---32---62---16

OS RESULTADOS DO CAMPEÃO:

FC PORTO: 3-2 / 0-3

BELENENSES: 2-2 / 2-2

SPORTING: 1-1 / 0-1

L. ÉVORA: 2-2 / 2-1

ACADÉMICA: 2-0 / 0-0

TORREENSE: 3-0 / 1-1

ORIENTAL: 3-0 / 1-1

CUF: 6-0 / 3-2

V. SETÚBAL: 4-0 / 3-2

BARREIRENSE: 10-1 / 4-2

CALDAS: 1-0 / 4-1

SP. COVILHÃ: 6-0 / 3-1

ATLÉTICO: 4-0 / 5-0

OS NOMES DOS CAMPEÕES NACIONAIS:

José Águas, Salvador, Cavém, Bastos, Ângelo, Alfredo, Coluna, Pegado, Jacinto, Artur, Calado, Caiado, Serra, Zezinho, Palmeiro, Isidro, Palmeiro Antunes, Naldo, Chipenda, e Santana. Treinador: Otto Glória

Nos finais dos anos 50 começava a crescer o "grande Benfica" que na década de 60 iria encantar o Planeta do Futebol

 Clássicos do Futebol Português
(Jogos entre os Três Grandes - FC Porto, Benfica, e Sporting - no Campeonato Nacional da 1ª Divisão da época de 1956/57)
2ª Jornada

Benfica - Sporting: 1-1
Data: 16 de setembro de 1956
Estádio da Luz (Lisboa)
Árbitro: Abel Macedo Pires (Lisboa)

Benfica: Bastos, Jacinto, Ângelo, Caiado, Artur Santos, Alfredo, Palmeiro, Coluna, José Águas, Salvador, e Cavém. Treinador: Otto Glória

Sporting: Octávio de Sá, Caldeira, Couceiro, Osvaldinho, Passos, Juca, Vasques, Gabriel, Pompeu, Pérides, e Martins. Treinador: Abel Picabea

Golos: 0-1 (Pompeu, aos 57m), 1-1 (José Águas, aos 77m)
 O benfiquista Alfredo tenta acalmar um jogador portista, após este ter sido admoestado pelo árbitro.

4ª Jornada

Benfica - FC Porto: 3-2
Data: 7 de outubro de 1956
Estádio da Luz (Lisboa)
Árbitro: Braga Barros (Leiria)

Benfica: Bastos, Jacinto, Ângelo, Pegado, Artur Santos, Calado, Isidro, Coluna, José Águas, Salvador, e Palmeiro. Treinador: Otto Glória

FC Porto: Acúrsio, Virgílio, Miguel Arcanjo, Osvaldo Silva, Pedroto, Monteiro da Costa, Carlos Duarte, Hernâni, Jaburú, Perdigão, e José Maria. Treinador:  Flávio Costa

Golos: 1-0 (Isidro, aos 2m), 1-1 (Hernâni, aos 25m), 2-1 (José Águas, aos 47m), 3-1 (Palmeiro, aos 72m), 3-2 (Hernâni, aos 88m)
Jaburú parece assustar um leão... mas na verdade o possante avançado brasileiro do FC Porto foi em 56/57 uma sombra daquilo o que havia sido na época anterior. A bebida, a farra, e a imaturidade que o caracterizava foram fatores determinantes para o insucesso do jogador carioca que no decorrer da temporada seguinte fez as malas para regressar ao seu país, onde viria a morrer - em data desconhecida - na mais profunda miséria! É caso para dizer que os ídolos também têm "pés de barro"...

5ª Jornada

FC Porto - Sporting: 2-0
Data: 14 de outubro de 1956
Estádio das Antas (Porto)
Árbitro: Manuel Lousada (Setúbal)

FC Porto: Pinho, Virgílio, Miguel Arcanjo, Osvaldo Silva, Pedroto, Monteiro da Costa, Carlos Duarte, Hernâni, Jaburú, Gastão, e Morais. Treinador:  Flávio Costa

Sporting: Carlos Gomes, Caldeira, Pacheco, Pérides, Passos, Juca, Vasques, Gabriel, Pompeu, Valter de Castro, e Martins. Treinador: Abel Picabea

Golos: 1-0 (Carlos Duarte, aos 5m), 2-0 (Hernâni, aos 33m)
Inaugurado em 1956 o Estádio José de Alvalade foi durante o meio século seguinte a fortaleza do Sporting, recinto que na temporada de 56/57 fez a sua estreia nos clássicos, sendo o primeiro deles um escaldante Sporting - Benfica, que os leões venceram com um golo solitário de Hugo.
15ª Jornada

Sporting - Benfica: 1-0
Data: 23 de dezembro de 1956
Estádio de Alvalade (Lisboa)
Árbitro: Inocêncio Calabote (Évora)

Sporting: Carlos Gomes, Caldeira, Pacheco, Pérides, Passos, Osvaldinho, Hugo, Gabriel, Pompeu, Travassos, e Martins. Treinador: Abel Picabea

Benfica: Bastos, Calado, Ângelo, Pegado, Artur Santos, Alfredo, Isidro, Coluna, José Águas, Salvador, e Cavém. Treinador: Otto Glória

Golo: 1-0 (Hugo, aos 17m)

Vídeo*
video
SPORTING - BENFICA

Nota: Com a devida "vénia" aos detentores dos direitos dos mesmos
Hernâni, considerado por grande parte da massa adepta azul e branca como um dos melhores jogadores do FC Porto de todos os tempos. É o terceiro melhor marcador de sempre (com 20 golos) dos portistas nos clássicos com os rivais de Lisboa, sendo apenas superado pelo bi-bota (de ouro) Fernando Gomes, e por Pinga.
17ª Jornada

FC Porto - Benfica: 3-0
Data: 6 de janeiro de 1957
Estádio das Antas (Porto)
Árbitro: Paulo de Oliveira (Santarém)

FC Porto: Pinho, Virgílio, Miguel Arcanjo, Osvaldo Silva, Pedroto, Monteiro da Costa, Perdigão, Hernâni, Jaburú, Sarmento, e José Maria. Treinador:  Flávio Costa

Benfica: Bastos, Jacinto, Ângelo, Caiado, Artur Santos, Alfredo, Calado, Coluna, José Águas, Salvador, e Cavém. Treinador: Otto Glória

Golos: 1-0 (Jaburú, aos 22m), 2-0 (José Maria, aos 59m), 3-0 (Hernâni, aos 90m)
 Com a nova catedral dos leões como palco da ação, o Sporting derrotou o FC Porto no derradeiro clássico de 56/57. No fim de contas nem leões nem dragões tiveram motivos para sorrir, pois o título foi arrecadado pelas águias.
18ª Jornada

Sporting - FC Porto: 2-1
Data: 13 de janeiro de 1957
Estádio de Alvalade (Lisboa)
Árbitro: Inocêncio Calabote (Évora)

Sporting: Carlos Gomes, Passos, Galaz, Pacheco, Pérides, Juca, Vasques, Gabriel, Miltinho, Hugo, e Martins. Treinador: Abel Picabea

FC Porto: Pinho, Virgílio, Miguel Arcanjo, Osvaldo Silva, Barbosa, Pedroto, Sarmento, Hernâni, Jaburú, Carlos Duarte, e Perdigão. Treinador: Flávio Costa

Golos: 1-0 (Vasques, aos 28m), 1-1 (Carlos Duarte, aos 47m), 2-1 (Miltinho, aos 59m)

Melhor marcador do Campeonato Nacional da 1ª Divisão da época 1956/57:
 José Águas (Benfica): 30 golos

Campeonato Nacional da 2ª Divisão, Época 1956/57

CAMPEÃO NACIONAL DA 2ª DIVISÃO: SALGUEIROS

 CLASSIFICAÇÃO GERAL ZONA NORTE:

CLUBES-JOGOS-VITÓRIAS-EMPATES-DERROTAS-GM-GS-PONTOS

1º Salgueiros---26---18---4---4---83---40---40

2º Braga---26---18---2---6---81---25---38

3º V. Guimarães---26---15---7---4---67---35---37

4º Gil Vicente---26---14---5---7---56---33---33

5º  Leixões---26---15---3---9---67---49---33

6º Boavista---26---13---3---10---54---45---29

7º Vianense---26---11---3---12---54---55---25

8º Sanjoanense---26---10---3---13---48---61---23

9º Marinhense---26---8---6---12---57---62---22

10º Sp. Espinho---26---6---7---13---41---67---19

11º Peniche---26---8---2---16---43---54---18

12º Tirsense---26---7---3---16---43---66---17

13º Chaves---26---8---0---18---36---92---16

14º U. Coimbra---26---6---4---16---39---89---16

 CLASSIFICAÇÃO GERAL ZONA SUL:

CLUBES-JOGOS-VITÓRIAS-EMPATES-DERROTAS-GM-GS-PONTOS

1º Farense---26---16---6---4---58---32---38

2º Montijo---26---14---6---6---58---40---34

3º Coruchense---26---12---7---7---46---26---31

4º Olhanense---26---14---2---10---53---37---30

5º Desp. Beja---26---13---3---10---33---33---29

6º Arroios---26---10---6---10---48---52---26

7º U. Montemor---26---10---3---13---40---69---23

8º Portimonense---26---9---5---12---56---59---23

9º Leões de Santarém---26---9---5---12---42---45---23

10º Estoril---26---10---2---14---39---51---22

11º Portalegrense---26---8---6---12---47---62---22

12º Juv. Évora---26---9---4---13---27---37---22

13º Almada---26---8---5---13---38---38---21

14º Olivais---26---9---2---15---50---54---20

APURAMENTO DO CAMPEÃO/PROMOÇÃO

CLUBES-JOGOS-VITÓRIAS-EMPATES-DERROTAS-GM-GS-PONTOS

1º Salgueiros---10---6---2---2---30---18---14

2º Braga---10---7---0---3---26---13---14

3º V. Guimarães---10---6---2---2---28---15---14

4º Farense---10---2---2---6---16---27---6

5º Montijo---10---3---0---7---19---32---6

6º Coruchense---10---2---2---6---15---29---6
Corria a temporada de 1956/57 quando o popular Sport Comércio e Salgueiros viveu aquele que se pode chamar como o primeiro momento alto da sua vida: a conquista do Campeonato Nacional da 2ª Divisão

 CAMPEÃO NACIONAL DA 3ª DIVISÃO: SERPA
 A supremacia do futebol alentejano na 3ª divisão na década de 50 foi por demais evidente. No curto espaço de seis anos o Alentejo recebia em festa pela terceira vez o troféu alusivo ao título de campeão do terceiro escalão, sendo que em 1957 o fez por intermédio do Serpa

Taça de Portugal, Época 1956/57

1ª Eliminatória (1ª e 2ª mãos)


Almada - Tirsense: 3-2 / 3-3

Boavista - Estoril: 3-1 / 1-1

Marinhense - Leões de Santarém: 2-2 / 1-4

Olhanense - Juventude de Évora: 0-1 / 1-3

Peniche - Sanjoanense: 2-2 / 0-2

Portalegrense - Leixões: 1-2 / 2-4

Olivais - Chaves: 3-1 / 4-3

Sp. Espinho - Gil Vicente: 4-3 / 0-4

U. Montemor - Desp. Beja: 3-2 / 2-2

Vianense - U. Coimbra: 1-1 / 1-0

2ª Eliminatória (1ª e 2ª mãos)

Sanjoanense - Vianense: 1-3 / 2-4

Atlético - Olivais: 5-0 / 2-1

Boavista - Barreirense: 1-3 / 2-1

CUF - Almada: 1-1 / 2-2 / 3-1 (desempate)

Gil Vicente - Torreense: 0-3 / 0-4

Juventude de Évora - Arroios: 0-0 / 1-3

Leixões - V. Setúbal: 3-4 / 0-2

Leões de Santarém - Académica: 0-0 / 0-4

Oriental - Caldas: 4-3 / 0-2

U. Montemor - Sp. Covilhã: 1-6 / 0-6

Oitavos-de-final (1ª e 2ª mãos)

Académica - Marítimo: 2-2 / 4-3

Benfica - Caldas: 0-0 / 3-0

CUF - Torreense: 1-2 / 0-2

FC Porto - Arroios: 5-0 / 5-1

L. Évora - Sp. Covilhã: 4-0 / 2-7

Sporting - Atlético: 3-1 / 1-2

Vianense - Barreirense: 3-3 / 0-6

V. Setúbal - Belenenses: 3-1 / 1-2

Quartos-de-final (1ª e 2ª mãos)

Barreirense - Académica: 5-2 / 3-5

FC Porto - Sp. Covilhã: 1-2 / 0-1

Sporting - V. Setúbal: 0-0 / 1-2

Torreense - Benfica: 1-1 / 2-2 / 0-4 (desempate)

Meias-finais (1ª e 2ª mãos)

Barreirense - Benfica: 0-1 / 0-4

Sp. Covilhã - V. Setúbal: 3-0 / 0-1

Final

Benfica - Sp. Covilhã: 3-1


Data: 2 de Junho de 1957

Estádio: Estádio Nacional, em Lisboa

Benfica: Bastos, Jacinto, Ângelo, Pegado, Serra, Zezinho, Palmeiro, Coluna, José Águas, Salvador, e Cavém. Treinador: Otto Glória

Sp. Covilhã: José Rita, Hélder Toledo, Jorge Nicolau, Fernando Cabrita, Amilcar Barrocal, António Lourenço, Francisco Manteigueiro, Pedro Martin, Vitoriano Suarez, Carlos Ferreira, e Fernando Pires. Treinadores: Tavares da Silva, e Fernando Cabrita

Marcadores: Coluna, José Águas, Salvador; Fernando Pires
Naquele que foi quiça o momento mais alto da sua história, chegar ao palco de honra do futebol português (Estádio Nacional), o Sporting da Covilhã não conseguiu derrotar o "gigante" Benfica de José Águas, Coluna, e Santana

Vídeo: BENFICA - SP. COVILHÃ
video

Nenhum comentário: