segunda-feira, janeiro 05, 2015

Nomes e números da Taça Intercontinental (31)... 1992

TAÇA INTERCONTINENTAL

Ano de 1992
Um Ferrari! Foi assim que o lendário Johan Cruyff classificou o São Paulo, equipa que em 1992 deu um show de bola ao dream team do Barcelona numa das mais empolgantes finais da história da Taça Intercontinental. Show de bola para o qual muito contribuiu a fantástica exibição do irmão mais novo da lenda canarinha Sócrates, de nome Raí, jogador tecnicamente sublime que após esta final saiu para o futebol europeu, para defender as cores do Paris SG.
São Paulo (Brasil) - Barcelona (Espanha): 2-1

Data: 13 de dezembro de 1992
Estádio: Nacional de Tóquio (Japão)
Árbitro: Juan Carlos Loustau (Argentina)

São Paulo: Zetti, Vitor, Adílson, Ronaldo, Pintado, Ronaldo Luiz, Muller, Toninho Cerezo (Dinho, aos 83m), Palhinha, Raí, e Cafú. Treinador: Telê Santana.

Barcelona: Zubizarreta, Ferrer, Guardiola, Koeman, Eusebio, Bakero (Goikoetxea, aos 51m), Amor, Stoitchkov, Laudrup, Witschge, e Beguiristain (Nadal, aos 79m). Treinador: Johan Cruyff.

Golos: 0-1 (Stoichkov, aos 12m), 1-1 (Raí, aos 27m), 2-1 (Raí, aos 78m)
Além da super-estrela da equipa, Raí, o tricolor paulista tinha na sua equipa outro nome consagrado do futebol brasileiro, Toninho Cerezo, um dos artistas da inesquecível seleção do Brasil que 10 anos antes havia maravilhado o planeta no Campeonato do Mundo de Espanha. Para além de Cerezo essa mítica seleção canarinha de 1982 e o artístico São Paulo do início da década de 90 tinham outro ponto em comum: o treinador Telê Santana, um dos maiores mestres da tática da história do jogo.

Vídeo: SÃO PAULO - BARCELONA
video

Nenhum comentário: