quarta-feira, julho 22, 2015

Adeus PAI...

PAI
À dor permanente da partida da mãe há dois anos atrás junta-se agora outra dor, a do teu adeus. Por agora as palavras evaporam-se, as lágrimas secam, e o coração aperta de dor, mas ainda com a lucidez de expressar o orgulho que sinto em ser teu filho, e o amor que nos irá unir para todo o sempre. Certeza tenho uma: de que agora em diante terei duas estrelas no céu a guiar o meu caminho, TU e a MÃE.
Descansa em paz...
 
20 de julho de 2015

Um comentário:

dragaolux disse...

Os meus sinceros sentimentos de pesar pelo falecimento do seu pai.